Política

Presidente da Câmara em exercício, Ramos se desculpa pessoalmente com Ganime após mal-estar ocorrido na sessão desta terça

Conflito ocorreu ao final da sessão desta terça, quando o presidente em exercício decidiu que a última emenda do projeto em votação seria discutida novamente na sessão desta quarta, ao que foi criticado pelo parlamentar do Rio de Janeiro

Kelly Hekally
Correspondente em Brasília
kellyhekally@ootimista.com.br

Foto: Reprodução / Agência Câmara

Após mal-estar durante a sessão plenária desta terça-feira, 5, entre o presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), e o deputado federal Paulo Ganime (Novo-RJ) em virtude da votação da última emenda do Senado ao projeto de lei que, se sancionado, vai alterar a Lei de Improbidade Administrativa (8.429/92). Marcelo Ramos procurou pessoalmente o parlamentar do Rio de Janeiro para se desculpar com o colega.

O conflito ocorreu ao final da sessão, quando o presidente em exercício decidiu que a emenda seria discutida novamente na sessão desta quarta-feira, 6, ao que foi criticado por Paulo Ganime, ponderando que o correto seria que a votação fosse encerrada naquela sessão e classificando a decisão como desrespeitosa e imoral, sobretudo pelo tempo “gasto” pelos parlamentares na votação.

Marcelo Ramos respondeu que sua decisão estava respaldada pelo Regimento Interno da Câmara dos Deputados e que não “toma suas decisões com base na moral alheia, e sim no regimento.” A suspensão da votação, apurou O Otimista, aconteceu por descumprimento de acordo feito entre os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), voltado à matéria com o relator da proposta na Câmara, Carlos Zarattini (PT-SP).

Marcelo Ramos, vice-presidente da Casa e atual ocupante da presidência por ocasião da viagem de Arthur Lira (PP-AL) a Roma para participar de evento do G20, vai se desculpar com o colega publicamente na sessão desta quarta, afirmou fonte à reportagem.

 

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS