Política

Os 40 anos anos do PT e a candidatura de um filiado do partido à Prefeitura de Fortaleza

Por Edison Silva
edisonsilva@ootimista.com.br

Entre os dias 7 e 9 de fevereiro próximo acontecerá, no Rio de Janeiro, o “Festival PT 40 Anos”. Pela importância do evento para os dirigentes e militantes da agremiação, pois vai além das festividades próprias da data, o ex-presidente Lula, e a presidente nacional da sigla, deputada federal Gleisi Hoffmann, estão, pessoalmente, fazendo a convocação dos filiados. O grupo do Ceará que vai participar do encontro admite que a questão do candidato da sigla à Prefeitura de Fortaleza, nas eleições deste ano, será um dos temas. A pretensa candidatura de Luizianne à sucessão do prefeito Roberto Cláudio, por algumas ações detectadas, parece não ser mais tão favorita.

Os petistas ligados ao governador Camilo Santana, alguns diretamente ligados a essas ações, vislumbram a possibilidade de ele continuar filiado ao partido se a ex-prefeita e deputada federal Luizianne não for a candidata, por isso, trabalham em favor do nome do vereador Guilherme Sampaio, presidente municipal da agremiação, cujo discurso na campanha, acreditam, seria menos virulento que o dela, permitindo ao governador adotar a postura que manteve nos dois últimos pleitos municipais, a de certo distanciamento das postulações petistas, representadas pelo deputado estadual Elmano de Freitas, e a própria Luizianne, sem comprometer a sua relação política com o PDT, o partido mais importante nas suas disputas eleitorais, e na sustentação política do seu Governo.

Ademais, com todo respeito à envergadura política do vereador Guilherme Sampaio, uma sua candidatura à Prefeitura de Fortaleza, no atual cenário da política cearense, não parece ser tão robusta para ameaçar chegar ao segundo turno da disputa. Assim, essa perspectiva real deve ser analisada pela direção nacional do PT, levando em consideração o seu interesse na disputa municipal na Capital cearense, principalmente por conta da atuação de Ciro Gomes, hoje, um dos mais ferrenhos adversários de Lula e do seu partido, com pretensões de voltar a ser candidato à Presidência da República.

Luizianne quer ser candidata. Seus aliados acreditam no cumprimento do acordo dela com o deputado José Guimarães de apoiá-la no projeto. Ele é o principal eleitor do diretório estadual do partido no Ceará, mas como a sua ligação com o governador Camilo Santana seja bem maior que com ela, o acordo pode não ser cumprido. Também pelo seu discurso agressivo contra Ciro Gomes, Luizianne tem a preferência dos principais dirigentes nacionais petistas, incluindo o próprio Lula e a deputada Gleisi  Hoffmann. E talvez por isso, ainda não seja agora, no evento de fevereiro no Rio de Janeiro, que os petistas ligados ao governador Camilo Santana, consigam afastá-la da condição de pré-candidata a prefeita de Fortaleza.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS