Colunista

Erivaldo Carvalho: Pesquisa Ipec/Globo: índices iguais, contexto diferente

Lula x Bolsonaro mantêm-se nos mesmos índices, mas tempo está passando

A pesquisa Ipec/Globo da corrida presidencial deste 2º turno para presidente da República, divulgada na noite desta segunda-feira (10), traz sinais reveladores, tanto para o ex-presidente Lula (PT) quanto para o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL).

O petista segue com 55% dos votos válidos, contra 45% do candidato à reeleição, em levantamento feito entre sábado (8) e segunda-feira (10). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O principal aspecto é fato de este ser o segundo levantamento da série, depois do resultado do dia 2. Nesse ponto, vale lembrar que os números de primeiro turno – as projeções dos institutos e os índices revelados pelas urnas -, devem ficar para trás. De novo: segundo turno é outro contexto, com outras variáveis.

A primeira pesquisa deste segundo round aconteceu na última quarta-feira (5). Fazendo-se um paralelo entre os números da semana passada e os desta segunda, percebe-se que a disputa está praticamente igual: 55% a 45%.

A única diferença acontece nos votos totais, onde Lula mantém-se em 51%, enquanto Bolsonaro oscila de 43% para 42%.

E onde estão os sinais? Simples. Os índices do Ipec vêm à tona mais de uma semana depois da votação de 1º turno. Desde então, Lula e Bolsonaro têm se desdobrado em estratégias.

O ex-presidente anunciou apoios de ex-adversários, reuniu personagens simbólicas, reforçou o discurso antibolsonarista e repassou pontos do discurso que poderá manter ou ampliar a vantagem que obteve sobre o atual presidente.

Já Bolsonaro enfileirou governadores ao seu lado, colocou a máquina do Governo Federal para trabalhar e azeitou a retórica de que saiu das urnas vitorioso, tendo em vista o perfil mais bolsonarista do Congresso Nacional que emergiu das urnas.

Ou seja, muito do que poderia ter sido feito, nessa rearrumada de time e de táticas políticas, rumo à decisão final, já estar precificado. Portanto, provavelmente, a pesquisa desta segunda-feira já captou os impactos de lado a lado.

Tudo somado e considerado, a pesquisa Ipec/Globo pode ser vista como um sinal animador, para os lulistas, que mantêm uma larga dianteira de 10 pontos percentuais para os bolsonaristas – e um alerta para o presidente.

O tic-tac do 2º turno está avançando e, ao que mostram os índices do levantamento, o taxímetro está rodando a favor do lulopetismo.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS