Política

CMFor firma parceria com MPT para combate ao tráfico de pessoas

A campanha Julho Azul de Combate ao Tráfico de Pessoas será exibida nos veículos de comunicação da Casa durante todo o mês de julho.

Foto: Reprodução/CMFor

A Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) firmou parceria com o Ministério Público do Trabalho (MPT) na adesão do Projeto Liberdade no Ar. A iniciativa coloca à disposição os veículos de comunicação da CMFor para a divulgação de uma programação da campanha Julho Azul de Combate ao Tráfico de Pessoas.

A programação do Projeto aborda casos baseados em fatos reais em formato de animação, que buscam alertar as pessoas sobre as falsas propostas de trabalho: “Desconfie de propostas encantadoras. Busque informações antes de embarcar nessa!”.

A ação foi mediada pelo vereador Ronivaldo Maia (PT) em reunião com a promotora Andréa Gondim, procuradora do MPT e gerente do projeto estratégico nacional Liberdade no Ar.

A Campanha faz alusão ao Dia Mundial e Nacional de enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, 30 de julho. O conteúdo será veiculado até o final do mês nos canais de comunicação da Casa: TV Fortaleza (canal 7.2 e 6 da Multiplay), Rádio Fortaleza FM 90,7 e Agência Fortaleza por meio do site da CMFor.

Ronivaldo Maia ressaltou que, conforme o escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), em 2018 quase 25 mil vítimas foram registradas no mundo em 2016. “O relatório revelou que a maioria das vítimas são mulheres e meninas, recorte que chega a 72% dos casos. Os outros 21% são homens e 7% meninos”, disse.

Projeto Liberdade no Ar

O projeto Liberdade no Ar é uma iniciativa do MPT em parceria com a Infraero, campanha Coração Azul, Associação Brasileira de Defesa da Mulher, da Infância e da Juventude (Asbrad), Organização das Nações Unidas (ONU) – Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), Organização Internacional do Trabalho (OIT), Organização Internacional para as Migrações (OIM) e Secretaria Nacional de Justiça.

O objetivo, segundo o Ministério Público, é disseminar ações de conscientização e promover a capacitação de profissionais que atuam no transporte de passageiros para o combate ao trabalho escravo e ao tráfico de pessoas. Além de animações, o MPT e a Infraero assinaram acordo de cooperação que prevê a veiculação de conteúdos relacionados ao tema nas telas de avisos de voos dos aeroportos administrados pela estatal.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS