Política

Camilo se prepara para a batalha de Barbalha 

Por Roberto Moreira
robertomoreira@ootimista.com.br
O governador Camilo Santana conquistou o Cariri.  Saiu vitorioso nas urnas de todos os municípios nas duas disputas para o Governo do Ceará. Aliás, o Cariri foi responsável direto pela vitória contra Eunício Oliveira, considerado o favorito na eleição maia cara e disputada da história recente do Ceará.
Mas, tem uma disputa municipal encruada na trajetória vitoriosa do governador. O eleitorado em sua base política, o município de Barbalha, lhe impôs uma derrota em 2016 ao rejeitar a candidatura do parente, apadrinhado e amigo, o atual deputado estadual Fernando Santana.
Viajar ao Cariri e dormir na sua casa em Barbalha tem sido rotina do governador, que cumpre agenda forte na região. O Cariri é a região que divide com Fortaleza os maiores investimentos públicos. Barbalha, um município sempre lembrado por agentes do governo com liberação de verbas.
Na outra ponta, os adversários do governador estão sempre tentando verba federal para irrigar a gestão do prefeito Argemiro Sampaio (PSDB). Recursos que chegam a conta gotas e desgastam a gestão.
Na manobra política em busca de superação, o prefeito tucano partiu para o campo da conquista do eleitor pobre: criou o “Vale Gás”. Está iniciando o programa que a oposição diz ser compra indireta de votos. Argemiro vai distribuir, no primeiro mês do plano, botijões para cerca de duas mil famílias. O Ministério Público apura denúncias contra o “Vale Gás”.
Freire o conservador viável 
O deputado federal Heitor Freire (PSL) pode ser desconhecido da imprensa, mas no meio empresarial e político é figura carimbada. Em 2016, apoiou Roberto Cláudio. Na eleição do ano passado, acompanhou o o candidato do seu partido Helio Góis. Freire preside o PSL no Ceará.
Religioso, conservador, de direita, defensor da família tradicional, o deputado não esconde posições. Isso o credencia junto aos segmentos que admiram o político com posições claras. Ao mesmo tempo é alvo de ataques da esquerda, junto ao empresariado e conservadores. Heitor Freire aparece como a direita viável. Trabalha para trazer recursos, defende as obras para o Ceará e o Nordeste e faz política de grupo.
Palpite…
No Abolição são favas contadas as reeleições de Naumi (Caucaia), Laís (Icó), Carlomano (Pacatuba), Acilon (Euzébio), Arnon (Juazeiro) e Zé Ailton (Crato). Na próxima quarta-feira tem mais…

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS