Política

Anitta critica Bolsonaro em talk show francês: ‘Não representa os brasileiros’

Mais uma vez Anitta deixou claro a sua posição contrária ao presidente Jair Bolsonaro. Convidada para falar de seu novo álbum “Versions of Me” no talk show de maior audiência da TV francesa, o Quotidien, do canal TMC-TF1, na noite desta sexta-feira (24), ela não mencionou o nome do político e fez questão de ressaltar que ele “não representa os brasileiros”.

“Como vai Bolsonaro?”, perguntou o apresentador do programa, Yann Barthès, em português. Primeiramente, Anitta contou que não pronunciava o nome de Bolsonaro. Ela disse que até o chamava de Voldemort [Lord Voldemort é considerado o mais poderoso bruxo das trevas de todos os tempos na saga Harry Potter], “aquele que não deve ser nomeado”. Mas depois ela abriu o jogo. “Gosto de passar para o público o meu pensamento político também. E eu não concordo com muita coisa que esse presidente faz: acho que ele estimula o racismo, o preconceito e tudo de ruim”, afirmou para espanto dos convidados da bancada da atração.

“O preconceito é inaceitável, ao meu ver”, continuou a cantora, que, em seguida, lembrou que Bolsonaro teve uma “questão com o presidente francês”, Emmanuel Macron, e a primeira-dama, Brigitte Macron. Em 2019, o presidente brasileiro endossou um comentário de um internauta no Facebook, que zombava da mulher de Macron, 24 anos mais velha que o político francês e foi criticado nas redes sociais. A imprensa francesa também repercutiu o comentário, chamando o brasileiro de sexista.

Yann Barthès disse que “ele não foi muito elegante” e Anitta não perdeu tempo: “Ele não representa de jeito nenhum os brasileiros, nós somos super respeitosos”. A cantora tratou de mudar de assunto e começou a falar das suas músicas e clipes, considerados “ousados” pelos franceses e ela explicou: “Nós, brasileiros, somos livres. Eu gosto de passar a mensagem que a gente pode fazer o que a gente quiser: homem, mulher… Existe uma cultura onde o homem pode tudo; quando as mulheres fazem as mesmas coisas que os homens, elas são julgadas. Então, gosto de quebrar esse tabu”, respondeu Anitta.

A cantora revelou ainda ter começado a estudar francês durante o confinamento. Mesmo misturando com frases em português, ela teve o seu francês elogiado ao final de sua participação e foi convidada a voltar a Paris e ao programa. (Folhapress)

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS