Panorama

Vulcão em erupção provoca tsunami em Tonga, na Oceania

O vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha'apai, localizado a cerca de 65 km ao norte da capital tonganesa, entrou em erupção na madrugada deste sábado (15) e provocou um tsunami de 1,2 metro

A população das ilhas de Tonga fugiu para lugares mais altos, enquanto casas eram destruídas pela água (Foto: Reprodução)

A erupção de um vulcão submarino em Tonga, na Oceania, causou tsunamis na capital do país, Nuku’alofa, e na Samoa Americana, segundo uma base dos Estados Unidos na Samoa. Há alertas também para ilhas próximas ao vulcão, no sul do Pacífico.

O vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha’apai, localizado a cerca de 65 km ao norte da capital tonganesa, entrou em erupção na madrugada deste sábado (15) e provocou um tsunami de 1,2 metro, segundo o Escritório de Meteorologia australiano. A agência afirmou que monitora o evento, mas que não há ameaça de tsunami para a Austrália.

A erupção durou oito minutos e foi tão forte que foi ouvida “como um trovão distante” nas Ilhas Fiji, a mais de 800 km de distância, disseram autoridades de Fiji.

A população das ilhas de Tonga fugiu para lugares mais altos, enquanto casas eram destruídas pela água. Medidores registraram ondas de tsunami de 83 centímetros em Nuku’alofa e de aproximadamente 60 centímetros em Pago Pago, capital da Samoa Americana, segundo o Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico.

O rei de Tonga, Tupou 6º, foi evacuado do palácio real em Nuku’alofa e levado para uma vila longe da costa.
Nas redes sociais, há vídeos das ondas chegando à praia e invadindo casas.

“Foi uma grande explosão”, disse uma moradora, Mere Taufa, ao site de notícias Stuff. “O chão tremeu, a casa inteira foi sacudida. Veio em ondas. Meu irmão mais novo acreditava que bombas estavam explodindo perto de nossa casa.”
Poucos minutos depois, a água invadiu sua casa e ela viu o muro de uma casa vizinha desabar. “Sabíamos imediatamente que era um tsunami, com a água invadindo a casa. Houve gritos por toda parte e todos começaram a fugir para as alturas”, acrescentou.

Jese Tuisinu, repórter a TV Fiji One, postou um vídeo no Twitter mostrando a população tentando fugir das ondas que se aproximam de seus carros. “Está literalmente escuro em partes de Tonga e as pessoas estão correndo para lugares seguros após a erupção”, disse ele.

Na sexta-feira, cinzas, vapor e gás do vulcão se dispersaram pelo ar em uma distância de até 20 km no ar, segundo o Serviço Geológico de Tonga.

Victorina Kioa, da Comissão de Serviços Públicos de Tonga, pediu às pessoas que “fiquem longe de todos os lugares ameaçados, ou seja, praias, recifes e todas as costas planas”.

Fiji emitiu um alerta de tsunami, pedindo aos moradores que evitem a região do litoral devido a fortes correntes e ondas perigosas.

A agência de gerenciamento de emergências da Nova Zelândia também divulgou um aviso de possibilidade de correntes fortes e incomuns e ondas imprevisíveis na costa norte e leste do país. (Folhapress)

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS