Covid-19

Sindicato das escolas particulares decide manter feriado de carnaval

Entidade diz que decreto do governo não afeta folgas de carnaval porque a categoria delibera o assunto em convenções coletivas

Aflaudísio Dantas
aflaudisio@ootimista.com.br

(Foto: Arquivo/O Otimista)

Em comunicado divulgado nesta terça-feira (12), o Sindicato de Educação da Livre Iniciativa do Estado do Ceará, decidiu manter o feriado de carnaval. A decisão vai na contra-mão de decreto assinado pelo governador Camilo Santana (PT) que suspende os pontos facultativos de segunda e terça-feira de carnaval, nos dias 15 e 16 de fevereiro, respectivamente.

A entidade diz que a decisão foi tomada em convenção coletiva e é válida para professores e auxiliares da administração escolar das escolas da rede privada do Ceará.

O sindicato diz que as decisões sobre folgas no carnaval são decididas em convenções coletivas da categoria, ficando à margem do decreto governamental. Desse modo, docentes da educação básica, ensino superior, cursos de idiomas, ensino profissionalizante, ganham folga até a quarta-feira de cinzas, enquanto os auxiliares de administração escolar, retornam na quarta após o meio-dia.

O decreto assinado por Camilo na última sexta-feira (8), determina suspensão de festas carnavalescas e pré-carnaval durante o mês de janeiro e fevereiro, no caso do carnaval. Além da suspensão dos pontos facultativos que já são tradição na festa. Todos os outros tipos de festas e eventos sociais que gerem aglomeração também estão proibidos.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS