Jornal Impresso

Seis pessoas recebem as primeiras doses da vacina no Ceará

Após aprovação do uso emergencial da Coronavac pela Anvisa, Ceará deu início ontem à vacinação.  O local escolhido foi o Hospital Estadual Leonardo da Vinci, símbolo da luta contra o novo coronavírus localmente. Profissionais do equipamento e um líder indígena foram contemplados

Erika Chagas
erikachagas@ootimista.com.br

A técnica de enfermagem Maria Silvana Souza recebe a Coronavac acompanhada do governador Camilo Santana (Foto: Mateus Dantas)

O Ceará deu início nesta segunda-feira (18) à vacinação contra a covid-19 na seara da saúde pública, após aprovação emergencial da Coronavac no último domingo (17).

Durante a solenidade de abertura simbólica de vacinação no Hospital Estadual Leonardo da Vinci (HELV), que aconteceu por volta das 19 horas, a primeira pessoa a receber a vacina foi a técnica de enfermagem Maria Silvana Souza, de 51 anos.

Ao todo, cinco profissionais do equipamento que atuam na linha de frente no atendimento de pacientes com covid-19 e mais um líder indígena receberam a primeira dose do imunizante, que deve ser aplicada novamente no início do próximo mês. Estavam presentes o governador do Ceará, Camilo Santana; o prefeito de Fortaleza, José Sarto; a vice-governadora, Izolda Cela; o secretário de Saúde, Dr. Cabeto; a secretária de Saúde do Município Ana Estela Leite; o presidente do Tribunal da Justiça, o desembargador Washington Araújo; o promotor de Justiça Manuel Pinheiro, representando o Ministério Público Estadual (MPE), entre outras autoridades.

Além da técnica de enfermagem, receberam as primeiras doses do imunizante a auxiliar de serviços gerais, Maria de Jesus de Oliveira Lima, 56; o médico intensivista, Francisco Adailton Alencar, 55; a fisioterapeuta, Cristine aparecida, 39; e a enfermeira Regiane Sousa, 34. Também foi vacinado Dourado Tapeba, 59, líder indígena do Polo Caucaia.

Primeira dose
De acordo com o governador, Maria Silvana foi escolhida para ser a primeira a receber a dose do imunizante por estar, desde o início da pandemia na linha de frente de luta contra a doença, lidando com pacientes com covid-19 diariamente, além da profissional utilizar o transporte público todos os dias para ir trabalhar. Dona Silvana, após receber a primeira dose da vacina, agradeceu emocionada e pediu que as pessoas não tenham medo de se vacinar.

“Tenho muito orgulho de trabalhar na linha de frente da covid-19 e de ser a primeira pessoa do Ceará a receber a vacina. Eu peço: se vacinem, por favor. Não tenham medo”, falou emocionada. O líder indígena do Polo Caucaia, Dourado Tapeba, o último a ser imunizado durante a solenidade, agradeceu a Camilo Santana pelo esforço em obter as doses do imunizante para os cearenses. “Agora, é esperar pela segunda dose da vacina e não deixar de se cuidar. Queria deixar meu agradecimento a todos que estão nessa luta contra a covid-19, em especial ao governador pelo empenho e compromisso com os cearenses”, pontuou o líder.

Reforço no combate
O governador do Ceará, durante a solenidade, pontuou a razão de escolha do HELV para que o equipamento sediasse a vacinação das primeiras pessoas no Estado. “É o início da campanha de vacinação. Escolhemos o Leonardo da Vinci porque foi um hospital referência no Estado que acolheu não só pacientes de Fortaleza, mas como de todo o Ceará. Inclusive, o Estado adquiriu o hospital e agora ele é do povo”, ressaltou o gestor.

O governador afirmou ainda que as vacinas já seguem para os demais municípios do Interior e reiterou o empenho de todos os profissionais de saúde. “Gostaria de agradecer e ressaltar mais uma vez meu agradecimento a todos os profissionais de saúde que atuam na linha de frente. Obrigado a vocês que salvaram vidas durante essa pandemia, de todas as unidades de saúde do Estado do Ceará, públicas e privadas.”

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS