Panorama

Pitbull vítima de maus-tratos é adotado e vira mascote do quartel da PMCE no Cariri

Depois de recuperado, o cachorro entrou para a corporação e ganhou até um uniforme próprio e está em fase de adaptação

Redação O Otimista 

redacao@ootimista.com.br

(Foto: Divulgação/SSPDS)

Baruk é como se chama o cachorro adotado por um quartel da Polícia Militar do Ceará (PMCE). De origem hebraica, o nome remete ao que é considerado “bem-aventurado” e “feliz”, algo que condiz com a atual condição do animal, que saiu de um cenário de maus-tratos e se tornou mascote da 3ª Companhia do 2º Batalhão da PMCE, situada no município de Crato, na região do Cariri.

Ele foi resgatado em julho deste ano, pela Associação Defensora dos Animais Carentes (Adac), pesava pouco mais de dez quilos, estava desnutrido e com anemia profunda. Após dois meses e meio, ganhou peso e o amor dos policiais militares.

Com a maratona para salvar a vida do Baruk em andamento, os policiais militares da 3ª Companhia do 2º Batalhão da PMCE conheceram a história e entraram juntos na batalha. Durante o tratamento do cachorro, o quartel resolveu adotá-lo.

(Foto: Divulgação/SSPDS)

Além de amor e atenção, o cão ganhou também um fardamento exclusivo para auxiliar nos trabalhos policiais na região. Hoje, Baruk integra a corporação e realiza um grande trabalho: o de servir e proteger a população cearense.

A cabo da PMCE, Genaíza Alencar, falou sobre o processo de adoção do cão. “Nos apaixonamos por ele assim que soubemos da sua história. Hoje, ele ainda está no período de adaptação, mas é super dócil e se dá bem com todos”, detalha.

A fundadora e voluntária da ONG, Mariângela Bandeira, ressalta a importância de priorizar a adoção dos animais. “O resgate do Baruk serve como exemplo de que é possível ter uma nova vida, com novas pessoas. Seguimos fazendo esse tipo de trabalho para que as pessoas que maltratam animais sejam punidas e, para incentivarmos também, a adoção dos animais”, completa.

 

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS