Panorama

Fortaleza toma susto da Chapecoense, mas vence e encosta no Flamengo

Partida começou com boa atuação tricolor, mas time vacilou e tomou sustos desnecessários. Vitória veio após confusão envolvendo o VAR

Aflaudísio Dantas
aflaudisio@ootimista.com.br

Foto: Leonardo Moreira /FortalezaEC

O Fortaleza enfrentou neste sábado, (16), a Chapecoense pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida terminou com vitória tricolor por 2 x 1, com um gol dos cearenses e outro dos catarinenses anulados pelo VAR. O fim do jogo ainda teve confusão entre o meia Yago Pikachu e torcedores da Chapecoense após o jogador com nome de Pokemón marcar o gol da vitória. O Fortaleza se consolida na 3ª posição em partida que poderia ter  sido mais tranquila, não fosse a displicência do time de Vojvoda.

O duelo começou com o Fortaleza sufocando os catarinenses e em jogada pela esquerda, Bruno Melo chutou rasteiro. A bola desvia no zagueiro da Chapecoense e entra.  1 x 0, Leão. Menos de três minutos depois Yago Pikachu pegou rebote do goleiro e marcou.  Mas a arbitragem anulou o gol por impedimento.

Os primeiros 15 minutos  de jogo foram de domínio absoluto do Fortaleza. Foram seis finalizações do Tricolor, contra nenhuma do adversário.

O Fortaleza arrefeceu o ímpeto inicial e passou a controlar a partida. Mesmo assim, o time da Chapecoense pouco incomodou o time cearense.

Foi só na parte final do primeiro tempo que a Chapecoense partiu para o ataque, mas não conseguiu levar perigo ao Leão. A equipe chegou ao empate nos 42 minutos, quase que por acaso. Rodriguinho aproveitou vacilo de Benevenuto, roubou a bola, avançou e chutou no canto do goleiro Felipe Alves. 1 x 1.

A Chape voltou no segundo tempo jogando melhor que o Fortaleza. Geovanio acertou chute de fora da área e quase fez um lindo gol. O Leão parecia acuado após tomar o gol de empate.

Os catarinenses passaram a ocupar o campo de ataque com frequência. O Leão se viu obrigado a mudar de estratégia e passou a jogar no contra-ataque. A entrada de Romarinho ocorreu justamente para dar maior rapidez na chegada ao ataque.

Com Lucas Lima e Romarinho em campo, o Fortaleza passou a tomar mais iniciativa e conseguiu manter a bola no ataque, a partir dos 20 minutos. Mesmo assim, o empate persistiu.

A melhor chance do Fortaleza no segundo tempo até então foi numa cobrança de falta de Ederson, que havia acabado de entrar. Ele pegou bem na bola, mas mandou por cima da trave adversária.

Aos 31 minutos a bola parada fez a diferença para o Leão. Yago Pikachu cobrou e Bruno Melo fez de cabeça. A alegria durou pouco, pois com o auxílio do VAR, o árbitro anulou o gol, pois o lateral-direito Tinga, que estava impedido, atrapalhou o goleiro. A situação piorou porque Bruno Melo acabou se lesionando ao bater cabeça com outro jogador no momento do gol. O atleta precisou de atendimento médico e foi substituído.

O castigo do Leão veio aos 42 minutos do segundo tempo. Kaio Nunes fez bela jogada e mandou no ângulo, virando o jogo para a Chape. O lance foi posterior a pênalti não marcado para o Fortaleza. O VAR mandou reanalisar o lance e acabou marcando a penalidade a favor do Tricolor. Confiante, Yago Pikachu pediu para bater e o fez com estilo. 2 x 1, Leão.

A vitória deixa o Fortaleza na cola do Flamengo com 45 pontos na 3ª colocação. Já a Chapecoense está na lanterna da competição e com poucas chances de não ser rebaixado. O Leão volta a campo no meio de semana contra o Atlético-MG. em duelo válido pelas semi-finais da Copa do Brasil.

Veja as escalações:

FORTALEZA: Felipe Alves, Tinga, Benevenuto, Jussa e Bruno Melo; Ronald, Felipe, Matheus Vargas e  Yago Pikachu; A. Henriquez e David (Técnico: Juan Pablo Vojvoda)

CHAPECOENSE: Keiller, Matheus Ribeiro, Ignácio, Joilson e Jordan; Denner, Moisés Ribeiro, Lima e Mancha; Rodriguinho e Mike (Técnico: Pintado)

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS