Opinião

“Quero mostrar a força da mulher cearense”, diz Miss Ceará Dominique Neves – Márcia Travessoni

Qual a importância da representatividade? Para Dominique Neves, eleita Miss Ceará CNB 2021, o destino foi selado há dez anos, quando viu a angolana Leila Lopes receber a coroa de Miss Universo 2011. “Me senti totalmente representada, vi que era possível e comecei a participar de concursos. Antes, eu não enxergava mulheres negras em lugares de destaque, então não conseguia ver possibilidade de eu estar ali”, revela.

O sonho de ser Miss é antigo. Nutrido desde a infância, quando reunia a família em frente à televisão para assistir a concursos de beleza e adorava se exibir diante de qualquer indício de uma câmera. “Me perguntava: será que algum dia vou chegar lá?”, comenta, ao lembrar o início da carreira como modelo e as primeiras participações em concursos de beleza.

A estreia em concursos foi com o Miss Fortaleza Be Emotion, para o qual ela não conseguiu se classificar. “Mas serviu de muito aprendizado. Entrei porque surgiu aquele desejo de ser Miss no meu coração e, embora me sentisse motivada, não tinha preparo”, detalha. Pouco tempo depois, com mais preparo e estudo, Dominique se inscreveu para o Concurso Garota Portal Messejana 2019 e venceu a competição.

O próximo passo para realizar o grande sonho foi se inscrever para o Miss Ceará CNB 2021. Dominique conta que dedicou um ano de preparação só para o concurso. E ainda precisou incluir na agenda os trabalhos como modelo e as aulas da faculdade de Direito, que ela concluiu no início deste ano.

Para dar conta de tudo, ela precisou de uma equipe de multiprofissionais, composta por personal trainer, nutricionista, esteticista, psicóloga, maquiador, professores de oratória e de inglês, assessora de imprensa, além de um coordenador geral para orientar sobre carreira e detalhes como aulas de passarela e postura. “Meu maior desafio foi o tempo. Era praticamente uma corrida contra o tempo”, desabafa.

Parte da preparação para o concurso foi construir a imagem como Miss. Dominique fez questão de enaltecer a ancestralidade em penteados e looks: “Meu estilo é bem clássico e moderno, mas também gosto de ousar muito. Gosto de mudar o cabelo e explorar as minhas várias versões, assim como a Camilla de Lucas, que é uma das minhas inspirações. E na pegada mais clássica, me inspiro na Raíssa Santana, que já foi Miss Brasil”.

Dominique também adora acompanhar as influenciadoras cearenses Tamylle Oliveira e Edith Gomes. “Elas têm um estilo super diferenciado e adoro me inspirar nelas”, diz.

As mulheres cearenses, aliás, foram inspiração para o look escolhido pela modelo para a fase de “Prova Top Model – Figuras Regionais Nordestinas” do Miss Ceará CNB 2021. Com a ajuda do estilista Nathaniel Ribeiro, ela desenvolveu uma peça que resgata a força de Preta Simoa, mulher preta e abolicionista que sofreu apagamento histórico no estado.

A vitória do concurso, em julho deste ano, foi a concretização de todo esse esforço. Focada e sempre determinada, Dominique não pensa em descansar, afinal de contas, no dia 19 de agosto, ela representará o Ceará no Miss Brasil CNB 2021.

“Minha preparação não vai ter uma pausa. Estou focada em mostrar o Ceará com muito amor e orgulho para o Brasil ver a força, a beleza e a inteligência da mulher cearense”, compartilha, animada já para o próximo desafio.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS