Opinião

Lula não está absolvido e terá que ser julgado – Roberto Moreira

Ministro Edson Fachin determinou reinício do processo na Vara Federal de Brasília (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O Brasil precisa buscar saídas para problemas urgentes, como combate ao Covid-19, desemprego e crise política. Os três poderes têm importante papel nesse processo.

Imaginem, amigos leitores, se o país não estivesse sob efeito de uma pandemia. Estaríamos, talvez, vivenciando tempos de enorme turbulência, com povo na rua, protestos, greves e grande tensão.

O Brasil tem um governo com uma pauta fundamental: evitar corrupção. É muito, diante de todo a roubalheira a que o país foi submetido. Não se pode apagar esses crimes, como se fossem coisas miúdas. Estamos falando de bilhões, da era dos assaltos aos cofres públicos.

A decisão do ministro Edson Fachin de anular os processos contra o ex-presidente Lula ainda precisa ser homologada pelos outros 10 ministros do Supremo Tribunal Federal. Outro fator relevante na decisão que muitos fazem questão de ignorar é o fato de que o ministro, na sua decisão, determinou que o processo seja reiniciado em outra Vara Federal, o que sinaliza para novos julgamentos de Lula, em breve tempo. Os processos comandados pelo ex-juiz Sérgio Moro não irão para o lixo e, sim, revisados, podendo ser usados pelo novo juiz a comandar os processos.

Toda a turbulência é provocada por manifestações políticas. Mas, a sensatez nos remete a refletir e ponderar ser necessário uma pausa, para que todos os envolvidos com os interesses maiores da Nação, sentem e busquem saídas urgentes. Para amenizar os efeitos da pandemia de Covid-19, reduzir o desemprego e acelerar as reformas tão necessárias no sentido de retirar o Brasil do buraco em que foi enfiado. Precisamos, de forma urgente, voltar a crescer.

O custo de uma UTI atinge R$ 84 mil

O Ministério da Saúde fez as contas. O custo mensal de uma UTI para Covid atinge R$ 84 mil. Só o plantão de um médico uteista atinge R$ 4 mil, por 12 horas. A equipe tem outros dois médicos, quatro enfermeiros e seis auxiliares. Os medicamentos, que tiveram reajuste de até 800%, consomem muito dinheiro.

Medicina em Tianguá

O município de Tianguá, na Serra da Ibiapaba, vai ganhar uma Faculdade de Medicina. O processo está nas mãos do ministro da Educação Milton Ribeiro. Uma faculdade de Manaus será a detentora dos direitos. Tianguá tem 75 mil moradores e em toda serra são aproximadamente 200 mil pessoas.

Pico da pandemia está chegando

O governo do Ceará e a prefeitura de Fortaleza estão trabalhando, de forma acelerada, para enfrentar o pico da pandemia de coronavírus, que terá início ainda em março. São Paulo já decidiu fechar tudo, entre os dias 15 e 30 deste mês. O número de mortos triplicou em 10 dias.

Camilo, Cid e o bom projeto do Cinturão das Águas

O Ceará foi o único estado a transferir água do Rio São Francisco para um grande reservatório. O açude Castanhão começou a receber volume. O Cinturão das Águas, como é chamado o canal que transfere o curso os rios, foi fundamental para a concretização do projeto. Iniciado no governo Cid Gomes e concluído pelo governador Camilo Santana, o Cinturão terá outros ramais.

Inadimplentes

O governo federal está montando uma espécie de REFIS, facilidades para devedores acertarem pagamentos de dívidas. A ideia partiu de deputados e senadores ligados à área econômica do Congresso Nacional. A União arrecadaria mais de R$ 1 trilhão.

Eduardo Bismarck quer regulamentar a profissão de motoboy

(Foto: Agência Brasil)

O deputado federal cearense Eduardo Bismarck (PDT) tem uma bandeira política expressiva. Regulamentar a profissão de motoboy, o pessoal que faz transporte e entregas usando motocicletas, bicicletas e até caminhando. O projeto tramita na Câmara Federal. Eles são mais de um milhão, em todo o país.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS