Opinião

Lauto almoço – Totonho Laprovitera

Com alguns meses de Fortaleza, vindas do interior, Rosália e Dedé partiram para a batalha. Emperequetadas, perfumadas e com os cabelos ajeitados à touca, mascando chiclete americano, as duas foram bater perna na Avenida Beira Mar.

O relógio apontava umas quatro da tarde, quando um prateado Corcel II, placa de Recife, parou ao lado delas. Puxando conversa com a espilicute dupla, dois jovens se apresentaram, e não tardou o convite para irem almoçar em um bom restaurante da cidade. Encantada, Rosália piscou os olhos, deu aquela quebrada de asa com o pescoço, e falou para Dedé: – “Mulher, que tal o restaurante do Nélson?”

Na hora, as garotas aceitaram o convite e se mandaram ao “Terrace Grill”, onde, ao chegarem, exigiram ao garçom uma bem posicionada mesa. Abancados, entre drinques e entradas, a fartura era tanta, chega rindo Rosália comentou: – “Meninos, vamos com calma, senão, desse jeito, a gente não vai aguentar almoçar…”

Conversa vai, conversa vem, os papos dos dois deixaram as meninas arreadas. Aí, decidiram almoçar. Coincidência ou não, o quarteto pediu o que havia de mais caro no cardápio. Chegados os pratos, todos se empanturraram com as deliciosas comidas.

Fartos, os polidos rapazes indagaram se as moças estavam satisfeitas. Bastadas, solicitaram sobremesa e cafezinho. Enquanto aguardavam, os dois pediram licença e foram ao toalete.

Mas, o tempo foi passando, passando, e os dois demorando a voltar à mesa.

Diante da delongada ausência dos dois, Rosália e Dedé pediram ao garçom que fosse ao toalete. O garçom foi, voltou e disse que lá eles não estavam. Chamado, o maître, esclareceu: – “Senhoritas, perdoem-me, é que não queria estragar a surpresa. Os distintos cavalheiros foram embora. Despediram-se, elogiando a cozinha e o serviço da casa e se desculpando pela reservada retirada, pois buscariam a mãezinha de vocês no aeroporto, que chegará para a festa de aniversário de 90 anos da  matriarca da família. E tem mais, falaram ter deixado com as moças o valor da conta, em espécie, e que a gorjeta seria de 20%!”

Resumindo, raspando todas as suas preciosas reservas, Rosália e Dedé pagaram a conta! Amiúde, conferiram a “dolorosa” e a comissão foi de 10%, e olhe lá!

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS