Opinião

Ciro está no jogo, mostra pesquisa de opinião pública sobre sucessão presidencial – Roberto Moreira

No Ceará, pedetista Ciro venceria petista Lula por larga margem (Foto: Reprodução/ Facebook)

O IPEC, Instituto que substituiu o IBOPE, realizou a primeira pesquisa de campo em tempos de pandemia. Entrevistou de forma presencial milhares de brasileiros. A pesquisa surpreendeu o mundo político ao colocar que o ex-presidente Lula venceria a eleição no primeiro turno, se fosse nesta quinta-feira, 23 de setembro. Para o presidente Bolsonaro serviu como sinalização para mudar o rumo da atual gestão. Foi, sem dúvida, uma grande advertência também para os pré-candidatos.

A pesquisa também consolida o que o brasileiro já sabe. Três candidatos estão verdadeiramente na disputa: Lula, Bolsonaro e Ciro. Um dado relevante é que o instituto de pesquisa colocou o nome dos 10 pré-candidatos para o eleitor apontar em quem votaria para presidente. É, sem dúvida, a maior fonte de informação nesse momento de agonia política.

O levantamento ainda nos remete ao imaginário projeto de poder do ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, que aparece no levantamento com 5% dos votos, colado em Ciro Gomes, uma boa pontuação. Moro era o mito para a sociedade brasileira. Bolsonaro destruiu sua reputação como homem público. A oposição aproveitou e mostrou à sociedade que Sergio Moro foi um agente público que utilizou a toga para tirar o PT do governo e colocar Bolsonaro, apesar da vaga ter sido ofertada para o próprio Moro, que não aceitou entrar na disputa.

Estamos a praticamente um ano da eleição. Muitos fatos políticos serão gerados para animar o ambiente eleitoral e tentar reverter os números das pesquisas, que não podem ser desprezados. Bolsonaro, que cai em média dois pontos a cada pesquisa, pode chegar no mês de outubro abaixo de 20% das intenções de voto, o que significa que poderá ficar fora do 2º turno. Ciro o persegue em terceiro lugar. Será também necessário combater o ex-presidente Lula, que venceria hoje no primeiro turno.

Lula venceria Bolsonaro no Nordeste com 63% dos votos contra apenas 15% de Bolsonaro, que praticamente empata com Ciro na região. No Ceará, Ciro e Lula vencem Bolsonaro por larga margem. O Nordeste empurra Lula para o 1º lugar. Somando todos os adversários, o líder do PT tem 11% a mais de votos. As trapalhadas de Bolsonaro levantam o candidato petista.

Se o PDT e o PT seguirem juntos no Ceará, será um massacre aos bolsonaristas em território cearense, segundo a pesquisa. Além da eleição, o levantamento mostra que nas capitais e grandes cidades do país, a direita perdeu muito fôlego e os partidos de centro e centro esquerda estão migrando para candidatos ligados a Lula e Ciro Gomes.

Bolsonaro, Lula e Ciro estão na rua, em eventos, dialogando com lideranças políticas, participando de palestras, manifestações que estão virando comícios. A pandemia sob maior controle está oferecendo esse momento. Se não tivermos novos focos e crescimento de casos de COVID-19 e mortes, poderemos ter a mais empolgante campanha do século.

Chineses no Sertão Central

Os chineses entraram na rota do Sertão Central cearense. Imaginavam terra arrasada. Viram verde, pasto, maior produção de leite do Nordeste, conheceram fábricas de joias, de confecções e calçados. Maurício Pinheiro, presidente do CODESSUL, chamou os 13 prefeitos da região. Tiveram uma surpresa, um dos chineses falava português, e bem.

Sem coligações

O Senado Federal sepultou o artigo do projeto da nova Lei Eleitoral que previa o retorno das coligações para eleição proporcional, ou seja, de vereador e deputado. Dos 25 partidos com representação na Câmara dos Deputados, 10 devem desaparecer. Restou a fusão entre partidos para salvar os bens nomes da política. O país vai ganhar reduzindo custo com eleições e reduzindo a corrupção com compra de tempo de rádio e televisão.

O preço da carne, frango e peixe

O quilo da carne de 1ª nos supermercados chegou aos R$ 50, o frango aos R$ 20 e o peixe conhecido como salmão R$ 100 o quilo. O filé, carne mais valorizada, está nos R$ 80 o quilo e segundo o
deputado Mauro Filho não paga imposto. A desculpa para essa roubalheira é que o governo perdeu a guerra contra o dólar. Um frequentador do mercado do peixe saiu com uma frase boa: “eu não sabia que peixe no mar se alimentava de dólar”.

Agora teremos vacina

O governador Camilo Santana conseguiu no STF o direito de comprar vacina. Comprou 300 mil doses de coronavac e negocia a compra de Pfizer e AstraZeneca. “Só dormirei quando vacinar todos os crarenses e garantir a dose de reforço”, disse que Camilo, na porta do avião que transportou a vacina de São Paulo para o Ceará, e que já está no braço da população.

Guilherme Landim se torna líder do Cariri Oeste

Deputado foi prefeito por oito anos de Brejo Santo (Foto: Divulgação/ AL-CE)

O deputado Guilherme Landim, PDT, foi duas vezes prefeito de Brejo Santo e vê agora sua mãe “brilhar” no cargo. No Abolição, sempre está junto dos prefeitos do Cariri para defender projetos, independentemente se o prefeito vota ou não com ele. Em 2018 se elegeu deputado vencendo em todas as urnas do Cariri oeste e foi um dos mais bem votados de todo o Cariri. É o líder do PDT na Assembléia Legislativa.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS