Opinião

Campanha entra na fase do embate direto – PC Norões

Acabou o fair-play. A campanha para prefeito de Fortaleza, no que se refere às candidaturas do PDT e do Pros, agora é na base do “do pescoço pra baixo é tudo canela.” O pavio foi aceso com postagens do governador Camilo Santana e do prefeito Roberto Cláudio (PDT), “lembrando” a liderança do candidato Capitão Wagner nos motins dos policiais militares em 2011 e no início deste ano. Uma reação à declaração de Wagner de que não teria tido nenhuma ligação com tais movimentos.

O bate-boca pelas redes sociais, aliado ao resultado da pesquisa Ibope, que mostrou crescimento exponencial do candidato José Sarto, e uma liderança não folgada como esperava o candidato do Pros, fez o Capitão partir para o ataque. Ante a boa avaliação do governador e do prefeito, que segundo a pesquisa têm potencial para influenciar votos em favor de Sarto, Wagner mirou Ciro Gomes, líder maior do PDT.

Outra providência imediata foi trabalhar a ‘marca’ Capitão, em segundo plano até no material de campanha do candidato, como parte da estratégia inicial de se descolar do discurso da segurança. Até o jingle “A Capital tá com o Capitão” foi retomado.

Entre o Capitão e Sarto está Luizianne Lins, segundo lugar na pesquisa e empatada tecnicamente com um e com o outro. Embora PT e PDT sejam mais próximos ideologicamente, a Loura tem ojeriza aos Ferreira Gomes. Por outro lado, não quer pensar em vitória de um candidato apoiado por Bolsonaro. Ninguém alisa ninguém nessa disputa. Aguardemos os próximos capítulos.

Mel na merenda
O crescimento da exportação do mel cearense em 35% animou o deputado Acrísio Sena (PT). O presidente da Comissão de Meio Ambiente da AL-CE articula há quase um ano debates com a Câmara Temática do Mel e Federação dos Apicultores para construir o Plano Estadual da Apicultura, junto com entidades como Ematerce e SDA. “Nossa bandeira agora é pela inclusão do mel na merenda escolar, o que favoreceria a absorção de quase toda produção do Estado”, explica.

Barrados no parque
Em um momento em que até shopping abrem as portas para os pets de seus clientes, causa estranheza a decisão do Conselho Gestor da Unidade de Conservação (UC) de proibir a permanência e a circulação de animais domésticos nas trilhas e nas áreas de floresta do Parque do Cocó. A justificativa, segundo o conselheiro Galba Vinícius Barbosa, é que uma unidade de conservação de proteção integral é um espaço para animais silvestres. O secretário da Sema, Artur Bruno, lembra que foram três anos de debates até a tomada de decisão. Portanto, quem quiser passear com seu pet, que procure outros locais.

Homenagem justa
Na semana em que completou um ano da tragédia do Edifício Andrea, Camilo Santana anunciou a instalação de uma unidade do Corpo de Bombeiros no local. Um gesto de homenagem aos soldados da instituição que trabalharam por dias dias para localizar e retirar sete pessoas que sobreviveram ao desabamento.

Pouco mudou
O desabamento do prédio, que tinha problemas estruturais e passava por reforma inadequada, provocou grande debate em Fortaleza. A imprensa mostrou diversos outros prédios em situação semelhante. Mas, com o passar do tempo, o assunto esfriou. Só agora, no primeiro aniversário da tragédia, voltou a ser notícia.

Virando realidade
Reitor Cândido Albuquerque não cabe em felicidade pelo fato do Parque Tecnológico da UFC estar se transformando em realidade. Na última quinta-feira (15), abriu o seu primeiro edital. Com o Parque e, também, o Condomínio do Empreendedorismo, a UFC, segundo Cândido, entra definitivamente na era da inovação. “Esse foi o caminho trilhado pelas melhores universidades do mundo e é o caminho que, com firmeza e dedicação, trilharemos com a Universidade Federal do Ceará, uma das melhores do Brasil”, afirma o reitor, que fez questão de reconhecer o mérito das equipes dos professores Augusto Albuquerque e Fernando Nunes!

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS