Opinião

Camilo Santana lidera: O grito de independência e liberdade dos governos estaduais e povo nordestino – Roberto Moreira

Governadores do Nordeste, durante Fórum regional (Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

Não é de agora que alguns políticos nordestinos se apresentam como bajuladores de quem está no poder. É regra no Nordeste puxar o saco e estender o pires por migalhas.

Nos últimos anos, os governadores da região nordestina assumiram papel de protagonismo no Brasil. É a região que mais  se desenvolve, mais cresce economicamente, tem os melhores índices de geração de emprego. Melhor, os gestares estaduais estão aproveitando as melhores oportunidades, como a aproximação com o continente europeu e os Estados Unidos.  O novo radar dos gestores construíram novas fronteiras econômicas e o caixa ficou mais robusto.

Os governos estaduais deram o grito de independência. O consórcio de governadores nordestinos, para combater a covid-19 e fazer compras coletivas, foi a demonstração clara dessa nova etapa política da região. Já se vão dois anos e cinco meses de boicote do governo Bolsonaro aos estados da região, e o Nordeste segue com seus estados crescendo. Quem sabe em alguns anos teremos matriz energética, infraestrutura viária, commodities na agricultura , pecuária, avicultura e uma indústria do turismo forte. Reverter o analfabetismo é o único ponto que precisa ser atacado com mais rigor, já temos bons resultados a partir do Ceará que tem as melhores escolas públicas do país.

Do ponto de vista político, a região nordeste deu demonstrações claras que pode sobreviver, sem a política do toma lá dá cá, nociva e perversamente usada para estimular a corrupção e a roubalheira oficial, em parceria com ladrões  fantasiados de  empresários.

Infelizmente, a mudança que o Nordeste atravessa não penetrou na cabeça de todos os eleitores que seguem elegendo deputados e senadores que trocam seus mandatos por propinas ou emendas que negociam com prefeitos e empresários para ficar com até 20%. Vejam o péssimo comportamento do presidente da Câmara Federal, Artur Lira. Em Alagoas, sua terra e base política, pediu a Bolsonaro para lhe consagrar como o “homem que consegue recursos” e Lira lhe presenteou mandando arquivar 150 pedidos de impeachment. Lira, em manobra arriscada, construiu no orçamento da união, um Orçamento de R$ 3 bilhões para distribuir com aliados. O dinheiro será usado para aprovar projetos do governo e questionadores do presidente da república. Uma PEC para criar o voto de papel é um desses projetos. O mundo caminha para a tecnologia e o presidente quer a volta do papel.

O governador cearense Camilo Santana lidera o movimento pela independência da região e o nascimento de uma nova era com leis que dividam a receita da nação entre estados de forma igual, justa e tendo o componente das desigualdades climáticas, ambientais e culturais. Nada mais justo. O consórcio de governadores, a decisão de comprar vacinas e outros insumos, barateando custos foi o primeiro grande passo para mudar a visão da sociedade, a firma de votar e harmonizar os poderes.

Janaína Farias avança projeto

A assessora número 1 do governador Camilo Santana não para de conquistar aliados para seu projeto eleitoral de 2022, que é se tornar deputada federal. Nas contas dos prefeitos, se a eleição fosse seriam 179 mil votos. Janaína Farias é filiado ao PT. Todos que entram no gabinete do governador precisam apertar sua mão. Ela é forte, educada e poderosa, dizem os prefeitos.

Consórcio muda economia

Oito municípios cearenses estão crescendo em todas as áreas de forma rápida. Os prefeitos já mandaram o polo calçadistas com fábricas nas oito cidades; a bacia leiteira com indústria de beneficiamento e uma parte para um polo de confecção. “No sertão se trabalha muito, temos boa mão de obra”, afirma Maurição, prefeito de Senador Pompeu e coordenador do consórcio.

Mauro Filho constrói base de apoio

O secretário de Planejamento, deputado federal Mauro Filho, comunicou ao ex-ministro Ciro Gomes, ao senador Cid Gomes, ao governador Camilo Santana e ao ex-prefeito Roberto Cláudio que está se movimentando para ser candidato ao governo em 2022. Seu filho, o prefeito de Redenção, Davi Benevides, faz campanha todos os dias no grupo dos prefeitos, exibindo os feitos do pai. “Ele merece, fez muito pelo Ceará”, diz Davi.

Cid Gomes responsabiliza governo pela falta de vacinas

Os Estados Unidos estão liberando o uso da máscara porque já vacinou 70% dos americanos. Estão aplicando imunizantes  nas crianças a partir de 12 anos. “O depoimento do represente da Pfizer comprova que a falta de vacinas  fica por conta da irresponsabilidade do governo Bolsonaro e a equipe escolhida por ele”, escreveu o senador nas redes sociais.

Vôo mais alto

Parlamentar cearense ao lado do presidente Bolsonaro (Foto: Divulgação)

O deputado estadual André Fernandes, de ultra direita, trabalha para sair candidato a deputado federal. Não terá a legenda do PSL. Aguarda a janela partidária para encontrar a legenda que o receba. Problemático, está aguardando prefeitos para ter votos no sertão.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS