Opinião

A disputa nacional envolverá Bolsonaro, Lula, Ciro e João Doria – Roberto Moreira

Ex-ministro já aparece com 12% das intenções de voto em sondagens da XP (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

O Brasil poderá ter um processo eleitoral em 2022 sem a participação de novatos ou fenômenos eleitorais. Será a campanha sem amadores, melhor para o eleitor. Não teremos apostas e sim nomes consolidados na política. Lula e Bolsonaro o Brasil já conhece suas gestões. As pesquisas mostram grande rejeição dos dois. Os outros nomes até aqui são Ciro Gomes e João Dória.  Com poucas chances dentro do PSDB estão Tasso e Eduardo Leite. O tucano Dória pode ser vitorioso nas prévias do partido por ter o PSDB  em seus quadros 90% de filiados paulistanos.

Estamos praticamente a um ano da eleição e não conhecemos suas regras. O que sabemos até aqui é que a conta da campanha para eleger o presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais será do contribuinte. Todo o processo eleitoral ainda será definido pelo Congresso Nacional.

O governador de São Paulo, João Dória sofre um processo de derretimento político por conta das suas falhas de postura como homem público. Dória pensava que governar São Paulo seria o mesmo que tocar uma empresa. Caiu várias vezes em contradições ao definir agendas fora da agenda oficial. Parece não conseguir reagir e retomar popularidade.  A grande aposta Dória não consegue mais convencer os principais líderes tucanos, como o senador Jereissati. Geraldo Alckmin, o maior líder tucano em São Paulo, bateu asas e deixou o partido, não conseguindo conviver com o estilo Dória.

Lula e Bolsonaro são rejeitados por 60% dos eleitores que opinaram nas pesquisas do DataFolha, onde cerca de 70% não sabem em quem votar ou não estão preocupados ainda com a eleição. O Brasil parece pouco se importar com os dois presidentes. As avaliações apontam para uma outra opção que pode surgir ou partir para o nome de Ciro gomes que cresce nas intenções de voto. Ciro, segundo pesquisa da XP já aparece com 12% das intenções de votos, tendo crescido 5% nos últimos meses.

Lula passou pelo nordeste fazendo sondagens para saber da viabilidade da sua candidatura. Lula sabe das dificuldades no Norte, centro e centro este, Sudeste e sul. Nessas regiões será derrotado. Bolsonaro será vitorioso no sul e centro país. No Nordeste, o presidente tem tudo para tomar outra grande derrota.

A vibração dos times dos principais candidatos cria  um ambiente de disputa que é bom para a democracia.  São muitas as pautas que engrandecem o debate. O momento é de ouvir, o eleitor que se nega a revelar sua intenção de voto tem razão. Melhor esperar.

Audic Mota cuida da reeleição

O deputado Audic Mota está definindo seu partido para a disputa de 2022. Pode seguir no PSB ou migrar para o PP em definitivo. No momento, Audic amplia suas bases no sertão. Tem um grande time de vereadores e lideranças ao seu lado. Tem, ainda prefeituras de peso, como Baturité. Audic deve seguir firme para um terceiro mandato.

Ciro Gomes: “Bolsonaro está derretendo como picolé ao meio dia em Sobral”

O ex-ministro Ciro Gomes disse em Redenção que o “presidente Bolsonaro está com a popularidade derretendo como picolé ao meio dia em Sobral”. Em Sobral a temperatura bate 40⁰C na hora do almoço. Ciro disse que o descontrole é a marca do governo federal. Tudo resultado da falta de um projeto de governo e planejamento.

Camilo não fala em candidatura

O governador Camilo Santana, que tem mais de 75% de bom e ótimo nas pesquisas, e teve seu nome colocado como candidato ao senado por Cid Gomes, está calado. Camilo sabe que se começar a falar em público sobre candidatura criará dificuldades para seu governo com o grande número de pedintes.

Evandro Leitão criou a CPI da PM

O presidente da Assembléia Legislstiva, deputado Evandro Leitão, não cedeu aos apelos da bancada da bala. Instalou a CPI que vai investigar o uso do dinheiro público das associações em campanha política e no motim do ano passado. O ambiente não é favorável aos dirigentes de associações. A oposição está fornecendo amplo material para a CPI .

Cláudio Pinho será candidato e tem apoio de 10 prefeitos

O secretário da Ação Social de Fortaleza (Foto: Ascom/ Divulgação)

O secretário de Ação Social de Fortaleza, Cláudio Pinho, está iniciando a pré campanha. Na primeira rodada, fechou apoio de 10 prefeitos ligados a ele. Pentecoste, Paracuru,  General Sampaio, Croata e Ipu votarão com Cláudio Pinho que ocupará a cadeira do seu pai na assembleia, o ex-deputado e ex-prefeito Barros Pinho.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS