Jornal Impresso

Riscos do alto nível de estresse na pandemia

Ao longo da vida criamos rotina e delegamos funções que nos auxiliaram no controle de nosso nível de estresse em nosso cotidiano. Com a chegada da pandemia tudo ficou de cabeça para baixo, a rotina deixou de existir! Todas as responsabilidades pessoais e as que delegávamos se acumularam e o tempo usado é o mesmo para executar tudo. Junto a isto, as carências aumentaram, e estas emoções são uma carga muito grande, somada às outras responsabilidades para tentar resolver.

Como compatibilizar todas as cobranças profissionais, familiares, pessoais e os imprevistos? Não somos máquina. Somos seres humanos e sofremos, temos dúvidas, incertezas e precisamos de ajuda profissional para entender nossos limites e fazer o que é possível, redistribuindo o acúmulo de funções e obrigações que esta nova rotina nos impõe. Ter uma ajuda profissional ou dividir estas questões com alguém mais experiente ajuda muito neste momento difícil. O importante é não carregar o “fardo” sozinho e ter a consciência de que se sentir estressado e/ou impotente é absolutamente normal. Preste atenção em seu lado emocional, veja se você se sente exausto, sem energia física, irritadiço. Normalmente estes sintomas surgem de forma leve e aumentam de intensidade. Essa ajuda pode ser desde uma orientação e reorganização de estrutura física ou uma consultoria no campo profissional, chegando até a algo que necessite de acompanhamento clínico médico como a Síndrome de Burnout.

Converse sobre suas queixas e não tenha receio de expor suas necessidades, pois esta situação na pandemia é algo que nossa mente não estava preparada para enfrentar, e saber como compor nossas responsabilidades neste longo processo de adaptação fará com que possamos otimizar as tarefas e responsabilidades. Todos nós estamos passando por este momento de excesso de cobranças e incertezas, sendo exigidos de todas as formas e tendo que se aprimorar a cada dia. Mas não existe “mal que sempre dure”, devemos transformar esta fase em algo construtivo. A partir da mínima evolução você terá ânimo para mudar outros setores e conseguirá se organizar para qualquer outra situação que possa acontecer.

Outra certeza que teremos é que sairemos profissionais melhores, pais mais atentos às necessidades dos filhos, pessoas com um poder de conhecimento interno e externo do que queremos ou não para nossas vidas, mas o importante é buscar ajuda e apoio para que juntos possamos enfrentar todas as dúvidas e superar as adversidades que este momento nos impõe.

Conceiyção Montserrat é CEO da Montserrat Consultoria

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS