Jornal Impresso

Regiões cearenses devem ter 40% de chuvas na normalidade entre março e abril deste ano

Até o momento, segundo a Funceme, precipitações do primeiro mês da quadra chuvosa encontram-se com desvio negativo de 21,5%

Foto: Edimar Soares

O Ceará tem maior chance de registrar chuvas abaixo da média entre os próximos meses de março e maio, afirmou ontem (22) a Fundação Cearense de Meteorologia a Recursos Hídricos (Funceme).

O prognóstico para o referido trimestre indica 50% de probabilidade de chuvas abaixo da média, 40% em torno da normalidade e ainda 10% de chances do acumulado total ser acima da média histórica.

“Atualizamos as condições oceânicas para inicialização do sistema de modelagem numérica da Funceme e combinados com resultados de outros centros de pesquisa. Com isto, chegamos a um resultado final para estes cenários mais prováveis no que diz respeito aos totais de precipitação para o Ceará”, pontuou o presidente do órgão, Eduardo Sávio Martins.

Apesar dos dados semelhantes, conforme o gestor, não se trata de uma atualização do primeiro prognóstico divulgado para o trimestre de fevereiro a março, díspares de previsão . Até o momento, segundo a Funceme, precipitações do primeiro mês da quadra chuvosa encontram-se com desvio negativo de 21,5%. Os dados são parciais, porém a expectativa para os próximos meses é de alerta, já que no primeiroº prognóstico havia uma tendência de acumulados mais expressivos apenas no noroeste do Ceará.

“Basicamente, o que resultou nesse prognóstico foi a situação do oceano Atlântico Tropical Norte, onde tem persistido um aquecimento desde o início do ano até agora, enquanto o sul vem variando entre frio e aquecido. Mas agora está numa situação próximo à normalidade. Comparado ao trimestre FMA, o cenário para o próximo piorou, pois temos uma generalização do cenário abaixo da média para o Estado como um todo”, finalizou Martins.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS