Economia

Os números não mentem

Os últimos levantamentos do mercado imobiliário atestam momento promissor

Flash Imobiliário
por Ricardo Bezerra
ricardobezerra@ootimista.com.br

Já é notório que o mercado imobiliário, por todo o país, está bastante aquecido em função da baixíssima taxa de juros da economia (a menor da história) e pelo fator psicológico gerado pela quarentena que levou as pessoas a quererem mudar de casa (ou de apartamento).
Em Fortaleza, mais especificamente, as vendas têm atingido nos últimos meses pós lockdown um elevado patamar, algo que ninguém do setor poderia imaginar.
Não havia grandes expectativas e a incerteza reinava. Mas todo esse otimismo atual fica realmente evidenciado quando os números são conhecidos.
Na atualidade, há poucos institutos qualificados que medem a evolução do segmento. Um deles, nacional, é a Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), que também é parceira do Registro de Imóveis do Brasil, composto por 3.297 serviços de registro de imóveis distribuídos por todo o território nacional.
O Colégio de Registro de Imóveis do Brasil (CORI BR) é a entidade que congrega os registradores de imóveis do Brasil e é composto pelas associações estaduais representativas dos oficiais.
Pois bem, essa parceira de alta credibilidade divulgou recentemente os últimos números do mercado de Fortaleza (em julho), apontando um real crescimento de 43,3% ante o mês anterior e 21% se comparado ao mesmo período de 2019.
Cabe salientar que Fortaleza obteve o segundo maior crescimento percentual entre as sete capitais que foram objeto do estudo. São dados importantes, altamente positivos e que atestam, indubitavelmente, a pujança do setor na atualidade.
A Nível local, a Lopes Immobilis, através de sua Inteligência de Mercado (IM), mais conhecida como Flash Imobiliário, também aufere a evolução do segmento imobiliário desde 2014, focando, especificamente, nas vendas das 60 maiores construtoras atuantes na capital dos cearenses.
Os números são divulgados mensalmente desde sua criação, sempre nos primeiros 15 dias após o fechamento de cada período, o que lhe confere um interesse especial, já que o mercado passa a conhecer as últimas informações e dados gerais do setor, praticamente em tempo real.
Esses números, relativos a julho, já foram divulgados nesta mesma coluna há cerca de 1 mês e refletiram um grande crescimento da ordem de 34,41% em unidades (664) e 44,91% em Valor Geral de vendas (VGV), comparativamente a junho deste ano.
Trata-se de números eloquentes, que falam por si e que demonstram, categoricamente, que o mercado imobiliário é, de fato, a “Bola da Vez”, afinal, “Os números não mentem”!

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS