Economia

O otimismo que virou realidade

Mercado imobiliário vive um grande momento

Flash Imobiliário
por Ricardo Bezerra
ricardobezerra@ootimista.com.br

Depois de um “longo e tenebroso inverno”, finalmente, a bonança reina no setor imobiliário. Foram mais de cinco anos sem praticamente nenhum grande lançamento no principal segmento deste importantíssimo mercado, o chamado “médio/alto padrão”. É isso mesmo! Durante todo esse período, as construtoras cearenses que não atuam no programa “Minha Casa, Minha Vida” tiveram que enfrentar, além da feroz concorrência entre si, a terrível realidade de sobreviver sem oxigenação às custas de seus estoques.
Há casos de empresas que tinham mais 20 canteiros de obras simultâneos e que hoje estão com apenas um. Imagine-se a quantidade de empregos que foi perdida ao longo de todos esses anos. Não custa lembrar que estoque não gera emprego, mas sim, as novas obras. Essa realidade, porém, mudou.
O sentimento otimista que tomava a todos no começo do ano e antes da pandemia de covid-19, voltou com muita força depois da quarentena, alimentado pela baixíssima taxa de juros da economia e pela vontade das pessoas de, simplesmente, mudar de casa.
O que era somente um sentimento, tornou-se uma realidade. O volume de vendas está numa crescente desde junho, tendo atingido o ápice no mês de julho. E embora não tenhamos os números compilados e atualizados, tudo indica que, em agosto, esse volume foi ainda maior e melhor do que o mês anterior.
Em outras palavras, não estamos falando de um simples “suspiro” do mercado, mas de uma tendência. Afinal, são três meses seguidos de ótimos resultados e de um estoque em queda vertiginosa. O que antes parecia distante demais, quase inatingível, passou a ser real.
A verdade é que estamos vivenciando uma “virada de jogo” do mercado imobiliário, fato que fica ainda mais eloquente quando vemos novos empreendimentos sendo lançados, com “gosto de gás”, para usar nosso linguajar local.
Grandes construtoras, que outrora estavam reticentes e retraídas, agora resolveram sair à caça de novos terrenos e de novos profissionais para trabalharem em suas novas obras. Os lançamentos, finalmente, voltaram a acontecer e com eles, o emprego, a renda e o desenvolvimento de nossa capital e do nosso estado.
Construtoras como Moura Dubeux e WR saíram na frente, com sucesso. As demais (praticamente todo o grande mercado) irão lançar também, até o final do ano ou no início do próximo. O setor imobiliário vive seu “momentum”, o qual, dessa vez e pelo que parece, será bastante duradouro.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS