Economia

ESG no setor público

Coluna Maiso Dias
maisodias@ootimista.com.br

As práticas ESG precisam chegar ao setor público. Agenda de melhores práticas ambientais, sociais e de governança
avança nas empresas, e deve ser seguida pelas administrações públicas, avaliam palestrantes no webinar “Caminhos para o Brasil 2021”, organizado pelo Instituto Não Aceito Corrupção, transmitido pela TV Estadão.

Amazônia em chamas

Amazônia teve o maior número de focos de queimadas em 14 anos para mês de junho. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), foram 2.308 focos de calor, maior registro para o mês desde 2007, e entre maio e junho, houve um aumento de 98%.

Metas zero carbono

Mundo precisa remover 1 bi de toneladas de CO2 até 2025, mostra estudo. Contudo, os atuais projeto podem remover apenas cerca de 150 milhões de toneladas de CO2 até 2025, o que é abaixo do necessário, diz o relatório da Coalizão para Emissões Negativas e da consultoria McKinsey.

A pauta transgênero nas empresas

BASF, LinkedIn, Natura e Visa treinam e querem vagas para pessoas transgênero. A iniciativa é chamada de “Somos Mais fortes em conjunto”, e terá uma grade disciplinar com dez semanas de treinamento e desenvolvimento. Inicialmente, o projeto beneficiará mulheres trans e travestis de São Paulo.

Líderes sustentáveis

Pesquisa da FGV relaciona a liderança feminina com notas mais altas em critérios ESG. Em geral, das empresas com mulheres líderes, 52% apresentam notas ESG elevadas. Esse porcentual cai para 48% entre as empresas totalmente masculinas. Com liderança feminina já no nível do conselho, o dado é maior: 72% a 24%.

Relatos de sustentabilidade

O relatório global, divulgado pela KPMG, aponta que 80% das 5.200 maiores empresas globais já formulam relatórios anuais de sustentabilidade. O índice que chega a 85% entre as 100 maiores empresas brasileiras. Dados
mostram a relevância da sustentabilidade para o posicionamento da organização.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS