Economia

Semana de Black Friday terá divulgação de índices econômicos no Brasil e nos EUA

Indicadores de prévia da inflação, desemprego e comportamento dos investidores vão trazer panorama do mercado nacional e internacional

Indicadores poderão trazer um bom retrato do mercado global esta semana. (Crédito: Divulgação)Esta semana será repleta de indicadores econômicos relevantes para o mercado, em âmbito nacional e internacional. Na terça-feira, será divulgado o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), prévia do dado oficial de inflação do País, e na quinta-feira, os números da inflação ao produtor e o índice de desemprego do IBGE e IGP-M.

Acompanhar o IPCA-15 ganha importância depois que o índice aumentou em 0,94% no mês passado e em 3,52% no acumulado de 12 meses. Os analistas observam que uma nova alta pode pesar para as decisões do Comitê de Política Monetária (Copom) no início de dezembro.

Os analistas projetam que as taxas de desemprego no Brasil devem continuar crescendo, em razão da maior procura por vagas de trabalho.

Para os mercados internacionais, as atenções esta semana se voltam para os Estados Unidos, que vão conhecer diversos indicadores econômicos, como a segunda estimativa do Produto Interno Bruto (PIB) americano do terceiro trimestre, os indicadores de preços de moradia e Confiança do Consumidor, além do índice de preços de despesas de consumo pessoal (PCE) – que é o principal número de inflação acompanhado pelo Federal Reserve, o banco central americano.

O comportamento da economia dos Estados Unidos é muito importante para os movimentos globais dos mercados, especialmente em um contexto em que os casos de covid-19 tem aumentado naquele país e em outras regiões, e pode ter reflexos na disposição dos investidores e da Bolsa norte-americana.

Para completar a semana, a Black Friday também deverá movimentar os investidores, especialmente aqueles ligados às empresas de varejo e ao e-commerce. Os resultados das vendas serão um bom indicador da disposição do consumidor nesta época de instabilidade da economia.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS