Economia

Renault lança internacionalmente os elétricos Mégane eVision e Spring

Lucas Braga 

economia@ootimista.com.br

Cem por cento elétricos, um hatchback futurístico e um compacto urbano foram lançados internacionalmente hoje (15) pelo Groupe Renault, em evento virtual. O crossover Mégane Evision é baseado na plataforma CMF-EV dedicada aos modelos elétricos. Já o Spring, que é uma versão elétrica do conhecido Kwid, tem proposta de acessibilizar esse tipo de veículo – ele é lançado na Europa pela subsidiária Dacia.

A montadora assumiu ambicioso compromisso de “zerar o impacto por emissões de carbono na Europa até 2050”, como frisou o CEO do grupo, Luca de Meo, lembrando que no início da década passada, a Renault já introduzia o Zoe no mercado. Entre 2010 e 2030, a ideia é cortar pela metade essas emissões de CO2. “Hoje, 30% dos materiais aplicados na produção são reciclados. Somos líderes em mobilidade sustentável”, comemorou De Meo.

Hoje, 350 mil veículos elétricos Renault estão rodando no mundo, com oito modelos diferentes. Além da linha de elétricos, há ainda versões híbridas nos modelos Clio, Captur, Mégane e Mégane Estate, com tecnologia E-Tech Hybrid e Plug-in Hybrid, agora disponível no Arkana.

Para os próximos dois anos, a promessa é ter versão elétrica para cada um dos novos modelos comercializados. A previsão é que, no mercado, 50% dos veículos vendidos sejam movidos a propulsão elétrica ou híbrida, nos próximos cinco anos.

Novidades

O Mégane eVision associa a um hatch características dos cupês e SUVs, 25 anos após o lançamento dos primeiros Mégane. O show car apresentado em 2020 tem estilo surpreendente, com novas linhas e proporções, prometendo conforto interno. A previsão para início de produção na Europa é no fim de 2021, o que deve inspirar toda a nova família deste modelo.

A Dacia também apresenta um compacto urbano, que será comercializado já no início de 2021, o Spring Eletric. Visualmente, é muito similar ao já familiarizado Kwid aos brasileiros. Após Logan e o Duster, o Spring quer liderar a mobilidade elétrica acessível, com apelo individual, profissional ou compartilhado. Leve, pode rodar 225 km em ciclo misto WLTP e 295 km no ciclo urbano WLTP.

“Nossa nova revolução é 100% elétrica. Será a opção elétrica mais acessível na Europa porque acreditamos que todo tipo de mobilidade para todo tipo de necessidade deve ser acessível. A mobilidade elétrica pura não deveria ser opção cara”, defendeu Denis LeVot, vice-presidente executivo de Regiões, Vendas e Marketing para o Grupo Renault.

Os mais novos modelos foram apresentados na abertura do evento eWays, que se estende até o dia 27 para apresentar o amplo plano de mobilidade zero emissão, com novos produtos, tecnologias e compromissos da Renaut no mundo.

E a montadora amplia sua gama híbrida, com a chegada de três novos veículos equipados com a tecnologia E-Tech. O Arkana, o Captur e o Mégane Hatch Hybrid serão comercializados na Europa no primeiro semestre de 2021.

“A introdução da micro-hibridação de 12V no novo Arkana e no Captur complementa a oferta de motorizações, oferecendo todos os níveis de eletrificação possíveis para responder a todas as necessidades, por um preço acessível”, divulgou a empresa.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS