Economia

Marquise Infraestrutura será responsável pelos lotes 4 e 5 da Transnordestina

(Foto: Divulgação)

Considerada uma das maiores obras em execução no Brasil, a Transnordestina avança a passos largos, com a garantia de recursos para a contratação e ordem de serviço dos lotes 4 e 5 que serão executados de forma simultânea. A Marquise Infraestrutura, que já está em fase de conclusão dos lotes 1, 2 e 3 da obra no Ceará, será responsável por mais esses dois trechos, que compreendem os municípios de Acopiara a Piquet Carneiro e de Piquet Carneiro a Quixeramobim, totalizando 102 km.

“É o tipo de obra que nos deixa muito entusiasmados. Estamos escrevendo mais um capítulo importante na história do Ceará, estado onde o Grupo Marquise iniciou suas atividades. Uma obra robusta que vai dinamizar a economia do  Ceará e do Nordeste numa época onde o prenúncio de seca representa risco real de desemprego e falta de oportunidades”, afirma Renan Carvalho, diretor da Marquise Infraestrutura.

A mobilização para o início dos trabalhos deve acontecer até o mês de março e a conclusão será em menos de 2 anos. Ao longo da execução do projeto serão gerados até 1.300 postos de trabalhos diretos e mais que o dobro disso em empregos gerados de forma indireta nas cidades por onde se estenderá a obra. “ Temos sempre por prioridade a contratação de pessoas e prestadoras de serviços da região onde as obras acontecem, dessa forma, um empreendimento como a Transnordestina é um sólido vetor de geração de emprego e de renda”, lembra Renan.

O projeto da Transnordestina tem 1.209 km de extensão em linha principal, atravessando 53 municípios, partindo de Eliseu Martins (PI) em direção ao porto do Pecém (CE). Somente nos lotes 4 e 5 que serão iniciados agora, serão executados  5 milhões de metros cúbicos de movimento de terra, 11 viadutos , 5 pontes e todo o sistema de drenagem, além das camadas de sub lastro do corpo da Ferrovia.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS