Economia

Greve de pilotos e comissários é suspensa após acordo com empresas

Aeroportos (Foto: Agência Brasil)

Os aeronautas, categoria formada por pilotos, copilotos e comisários, aprovaram neste sábado (27) uma proposta de acordo apresentada pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) e decidiram suspender a greve que tinha início previsto para segunda (29).

Segundo o SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas), 53,68% dos tripulantes que votaram foram favoráveis à proposta. Ao todo, 6.956 profissionais votaram entre a noite de sexta e o início da tarde deste sábado.

A remuneração dos tripulantes é composta de duas partes, uma fixa e uma variável, que depende da escala de trabalho. O acordo fechado neste sábado prevê que as companhias paguem 75% do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado nos últimos 12 meses sobre as duas partes.

As diárias nacionais de alimentação e o vale-alimentação serão reajustadas pelo INPC integral acumulado no último ano. Os tripulantes reivindicavam a reposição das perdas inflacionárias dos últimos dois anos. O acordo proposto pelo TST previu também a renovação integral das cláusulas sociais previstas na convenção coletiva vigente.

A greve aprovada na semana passada previa que a partir de segunda-feira metade dos aeronautas não voaria. A intenção da categoria era fazer um tipo de revezamento –a metade que trabalhou na segunda, pararia na terça, até que as reivindicações fossem atendidas.

Em transmissão realizada após o encerramento da votação que aprovou o acordo, o presidente do SNA, Ondino Dutra Cavalheiro Neto, disse que a categoria demonstrou que estava pronta e organizada para continuar mobilizada.
O Snea (Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias) divulgou nota em que comunica o cancelamento da greve e diz que a proposta aprovada foi elaborada em reunião mediada pelo TST na sexta-feira. A data-base dos tripulantes é 1º de dezembro. (Folhapress)

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS