Economia

Enel negocia venda de distribuidora brasileira por US$ 2 bilhões

Foto: Reprodução

De acordo com a Aneel, a Celg-D está entre as piores distribuidoras brasileiras de energia em qualidade de serviço

Redação O Otimista
redacao@ootimista.com.br

A italiana Enel está em negociações para vender sua distribuidora brasileira de energia Celg-D em um acordo que pode chegar a 2 bilhões de doláres, segundo informações do portal Reuters.

Algumas empresas que estão interessadas em adquirir a Celg-D, que distribui energia em Goiás e atende 3,27 milhões de clientes, estão as empresas: CPFL Energia SA (CPFE3.SA) , controlada pela State Grid Corporation of China, Neoenergia SA ( NEOE3.SA) , controlada pela espanhola Iberdrola (IBE.MC) e pela EDP Energias do Brasil SA (ENBR3.SA) , da qual a portuguesa EDP (EDP.LS) é a maior acionista.

Foram 2,1 bilhões de reais que a Enel pagou para adquirir Celg-D do estado de Goiás. De acordo com ranking publicado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Celg-D está entre as piores distribuidoras brasileiras de energia em qualidade de serviço. Em 2021, ela foi a terceira pior entre as 29 empresas.

A Enel atende mais de 18 milhões de clientes nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás e Ceará.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS