Economia

Empresas com responsabilidade social faturam mais

Coluna Maiso Dias
maisodias@ootimista.com.br

Estudo realizado com as principais empresas brasileiras, entre 2000 e 2019, apontou que empresas que praticam a responsabilidade social faturam mais. A rentabilidade das empresas mais éticas, e que geram impacto positivo a todos seus stakeholders, foi três vezes e meia superior à média das 500 maiores empresas do país.

Inclusão em alta

Em expansão, Mercado Livre vai abrir 2.500 vagas para negros. Empresa vai contratar cerca de 7,2 mil pessoas,
no Brasil, em 2021, e pretende usar a oportunidade para aumentar igualdade racial, contribuindo com a dimensão social da sustentabilidade.

Engajamento de stakeholders

A Suzano, fabricante de papel e celulose, lançou um programa de combate às mudanças climáticas com foco na descarbonização da sua cadeia produtiva. O projeto pretende disseminar boas práticas ambientais e criar índices de monitoramento aos fornecedores diretos da fabricante Produtos sustentáveis: case Adidas Moda, reciclagem e couro de cogumelos compõem a visão de futuro da Adidas. A organização lançou o Stan Smith Mylo, um calçado feito com um material semelhantes ao couro, obtido do micélio, uma espécie de raiz dos cogumelos. A nova matéria-prima foi
desenvolvida a Bolt Threads, empresa de biotecnologia.

Agricultura sustentável

A PepsiCo anuncia globalmente metas para impulsionar a agricultura sustentável até 2030. A empresa pretende
obter 100% de suas matérias-primas, como batata e coco, de sistemas produtivos sustentáveis, ampliando
para 2,83 milhões de hectares a área de lavoura com práticas sustentáveis no mundo.

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS