Covid-19

Secretário da Saúde diz que Sesa vai orientar proibição de réveillon e carnaval no Ceará

Secretário aponta que alta de casos na Europa serve de alerta para impedir que cenário semelhante ocorra no Ceará

Aflaudísio Dantas
aflaudisio@ootimista.com.br

Marcos Gadelha é o novo titular da Sesa (Foto: Reprodução/Facebook)

O secretário da Saúde, Marcos Gadelha, afirmou nesta quarta-feira (24) que a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) vai recomendar proibição de festas de réveillon e carnaval no Estado. A recomendação será feita ao governador Camilo Santana (PT), nas reuniões do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia, que elabora os decretos de isolamento social durante a pandemia de covid-19.

“Essa não é uma decisão que é só do secretário da Saúde do Estado, nem só do governador. O governador já manifestou opinião dele, mas vamos pautar na próxima reunião do Comitê Executivo”, frisa o secretário, em entrevista ao jornal O Povo.

Gadelha diz ainda que sabe que alguém na reunião do comitê fará a defesa da realização das festas, momento que será usado para defender as proibições. Ele diz que passos dados no sentido de restringir aglomerações são dados na Europa, com o aumento do número de casos e óbitos observados nas últimas semanas, e que esse exemplo será seguido no Ceará. Ele ainda descartou a dispensa do uso de máscaras em locais públicos num futuro próximo.

O gestor acredita que esse aumento de casos em países europeus é mais forte em locais onde a adesão à vacina foi baixa e que garantir a maior quantidade possível de pessoas vacinadas é a solução mais óbvia para o Ceará. “Essa é a principal estratégia. Se conseguirmos ampliar a cobertura vacinal, mesmo que tenhamos uma recorrência da Covid-19, certamente vai ter um impacto menor”, afirma.

 

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS