Covid-19

Beberibe, Caucaia, Eusébio e Maranguape solicitam transferência de pacientes por falta de oxigênio

Redação O Otimista

redacao@ootimista.com.br

Caucaia foi um dos municípios que apresentou falta de oxigênio (Foto: Divulgação)

Com o recrudescimento de casos da covid-19 e a maior procura pelo sistema de saúde, sinais de colapso aumentam, para além das altas taxas de ocupação de leitos. Segundo Magda Almeida, secretária executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúdo do Estado (Sesa), quatro municípios precisaram solicitar transferência de pacientes devido a falta de oxigênio, insumo indispensável para pacientes em estágio grave da covid-19 e que necessitam de ventilação mecânica.

Os municípios mencionados por Magda se localizam na Região Metropolitana de Fortaleza, são eles: Caucaia, Beberibe, Eusébio e Maranguape. Conforme a secretária, as referidas cidades têm apresentado dificuldades de abastecimento ou logística em estabelecimentos municipais, fazendo com que Sesa precisasse intervir para realocar, priorizar e monitorar atendimento dos referidos pacientes.

Magda afirma ainda que o problema não tem sido uma realidade nas unidades geridas pelo Governo do Estado, que, ainda segundo ela, apresentam estoques garantidos para uma possível demanda por oxigênio. “A solicitação realizada a partir da atualização do plano de contingência, ainda em 2020, era de cinco vezes o suprimento de O2 em relação ao pico do ano passado por 90 dias”, destaca.

Leia mais: Sesa afirma que unidades de saúde não apresentam desabastecimento de oxigênio

De acordo com o IntegraSUS, Beberibe tem 1.734 casos confirmados e 34 óbitos decorrentes da covid-19. Ainda conforme a plataforma, Eusébio tem 4.188 casos positivos e 78 óbitos, enquanto Maranguape acumula, na mesma sequência, 7.242 casos e 137 mortes.  Dentre os quatro, Caucaia tem o maior número de confirmações, com 11.400 casos e 449 óbitos.

 

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS