Colunista

Sem visão estratégica, Ceará corre risco de estagnação econômica – por Erivaldo Carvalho

Turismo deve ter apoio e incentivo / Divulgação

É muito preocupante a informação levantada por O Otimista, segundo a qual o Estado do Ceará vai perder quatro voos diretos Fortaleza-Amsterdã (Holanda). Salvador (BA) ganhou a disputa em torno de incentivos fiscais sobre o querosene de aviação. Veja os detalhes na página 7.

Somos cerca de 4% da população do País e pouco mais de 2% do PIB. O Ceará é um estado pobre. Há um gigantesco abismo a ser superado. Isso requer visão estratégica dos governos. Um dos caminhos é apoiar e incentivar, estruturalmente, o turismo – uma de nossas melhores e maiores apostas.

Na prática, significa abrir as portas do Ceará para o mundo. O governo Elmano de Freitas (PT), portanto, erra ao retirar o tratamento diferenciado à Air France-KLM, assim como errou ao eliminar, recentemente, os incentivos fiscais à indústria. Sob intenso desgaste e pressão, o petista teve de recuar.

Não vai demorar para sentirmos os efeitos danosos da má condução das negociações com a companhia aérea. O resultado poderá reforçar a estagnação econômica, num cenário já desafiador, quando o esperado seria crescer acima da média nacional.

Somado a outros atos insensatos, o fim da rota aérea Fortaleza-Amsterdã tem potencial para macular o iniciante governo do PT.

Sob nova direção, PSDB-CE precisa inovar e se renovar

Élcio Batista preside partido no Ceará / Divulgação

Agora presidido pelo vice-prefeito de Fortaleza, o sociólogo Élcio Batista, o PSDB-CE tem diante de si pelo menos dois grandes desafios: inovar e se renovar. Os motes estão em peças de propaganda do partido recém-lançadas. A legenda tem currículo, qualificação e já mostrou para o Ceará e o Brasil que isso é possível. Atenção: o passado deve servir como inspiração. Nunca como modelo a ser repetido. Os tempos e os desafios são outros.

Madrugadão com Capitão
Pré-candidato a prefeito de Fortaleza, o ex-deputado federal Capitão Wagner (União Brasil) volta à sala de aula neste final de semana. Atual secretário da Saúde de Maracanaú, ele participará de evento virtual voltado para o concurso da Guarda Municipal, lançado por José Sarto (PDT). O VI Madrugadão é promovido por um cursinho preparatório. Trata-se de uma boa estratégia de comunicação. A propósito, não são poucos os políticos que usaram – e ainda usam – espaços de ensino para expor suas ideias. Às 20h, no Youtube.

Luizianne Lins
Associada a causas femininas, a deputada federal Luizianne Lins (PT) obteve importante vitória na área: a aprovação, pela Câmara Federal, de projeto da petista, que institui 25 de outubro como Dia Nacional de Combate ao Estupro. Caberá ao poder público a promoção de atos e eventos para divulgar conteúdos e medidas educativas.

Célio Studart
O militante da causa animal, deputado federal Célio Studart (PSD), vai garantir mais duas relevantes discussões no segmento: o fim do abate de jumento e o crime de zoofilia – este último foi em parceria com o deputado Matheus Laiola (União – PR). Requerimentos nesse sentido foram aprovados pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara.

Big techs: nova realidade política

Procurador foi entrevistado na TV Otimista / Divulgação

A polêmica em torno da atuação das big techs não é algo novo, impõe uma nova realidade política ao Brasil, mas precisa ser encarada com maturidade. Estes e outros pontos em torno do PL das Fake News – ou da Censura –, foram tratados pelo procurador federal e professor de direito, Carlos Marden, em entrevista ao programa Política, da TV Otimista. Para o convidado, o incômodo do governo Lula acontece pelo fato de o ambiente virtual não ser facilmente controlável, como no analógico. Para ele, o PT sempre tentou controlar o fluxo de informações no País. Estudioso do tema democracia, Marden defende que as plataformas são hospedeiras de conteúdo –, não, necessariamente, atores do processo.

 

Deixe uma resposta

Compartilhe

VEJA OUTRAS NOTÍCIAS